F.A.Q – Lean Construction

Como recebo vários e-mails com dúvidas sobre a Lean Construction, resolvi compilar algumas questões em um FAQ (Frequent Asked Questions) sobre o tema.

A idéia é que esta relação cresça com o tempo, porém dependo de vocês para adicionar questões de interesse dos visitantes do site. Peço que utilizem os comentários para postar suas perguntas e prometo que atualizo este post sempre que uma nova pergunta for elaborada.

Após o texto vocês podem fazer o download de um PDF que basicamente contem todas as perguntas e respostas aqui colocadas.

F.A.Q. – Lean Construction

Por: Luiz Eduardo Junqueira

1 – O que é Lean Construction ?

A Lean Construction, ou Construção Enxuta (termo em portugês) é uma filosofia de gestão da produção, voltada a obras civis, que surgiu da adaptação dos conceitos de chão de fábrica da Lean Production (TPS/ Toyota Production System) ou produção enxuta que surgiu no Japão pós-guerra (decada de 50), mais especificamente na fábrica da Toyota, que veio a se tornar a maior montadora de carros do mundo.
2 – A quanto tempo existe a Lean Construction ?

Os conceitos são relativamente novos e surgiram com o trabalho do pesquisador finlandês Lauri Koskela em 1992, que publicou o Relatório Técnico nº. 72 – Application of the New Production Philosophy to Construction, publicado pelo CIFE – Center for Integrated Facility Engineering, ligado à Universidade de Stanford, EUA. Neste relatório Koskela desafia os profissionais de construção a quebrar seus paradigmas de gestão e adaptar as técnicas e ferramentas desenvolvidas com sucesso no Sistema Toyota de Produção (Lean Production), lançando assim as bases dessa nova filosofia por meio de adaptação dos conceitos de fluxo e geração de valor presentesno pensamento enxuto (Lean Thinking) à construção civil, a qual foi chamada de Lean Construction.

3 – Qual a diferença para o que venho fazendo atualmente na obra ?

A Lean Construction é uma real quebra de paradigmasnaConstrução Civil e vemcomamissão de REDUZIR VARIABILIDADES NOS CANTEIROS DE OBRA, auferindo ao empreendimento um ritmo constante nas frentes de serviço substituindo o modelo de gestão da “produção empurrada” pela “produção puxada”.

Hoje temos uma realidade de baixo nivel de eficiência, aliado a modelos de produção baseados no controle do prazo com baixo enfoque no controle do custo de produção (apura-se desembolso e não custo).

Ao introduzir no planejamento do empreendimento o planejamento do fluxo de trabalho e conseguindo disciplinar a logistica da obra (interna e externa), cria-se condições favoráveis para que este ritmo de trabalho seja constante, evitando que a equipe apague incêndios durante todo o dia e se preocupe em introduzir melhorias reais no processo produtivo.

4 – Existem referências de aplicações no Brasil ?

Sim, porém as maiores referências ainda estão no exterior.
5 – Existe algum grupo que se dedica a estudar e desenvolver estas práticas ?

Logo após a publicação do TR-72 pubicado pelo professor Lauri Koskela, os professores Gregory Howell e Glenn Ballard realizaram uma reunião na Finlândia e criaram o IGLC – International Group for Lean Construction, que vem realizando encontros anuais pelo mundo para divulgar a filosofia e ferramentas que apoiam a Lean Construction.

Faça aqui o download deste texto em PDF:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: