Tradução Artigo: My World is a Square, so is my Critical Path

Dando sequência aos posts comemorativos dos 50 anos do método PERT/CPM, segue abaixo uma traduação livre do excelente artigo do Peter Mello sobre algumas reflexões envolvendo o caminho crítico. Este artigo foi publicado na revista PM World Today – Maio 2009 (Volume XI, Edição V).

O arquivo original (em inglês) encontra-se no fim deste post para download.

pmworld_today

Artigo: My World is a square, so is my Critical Path

por:  Peter Berndt de Souza Mello – peter.mello@x25.com.br

Eu não consigo entender a audácia daqueles que consideram o caminho crítico como sendo uma palavra registrada.

Já é hora de nós “viajarmos”. Me dêem uma folga, pelo amor de deus.

Todos nós conhecemos a importância do método do caminho crítico. Mas isto não da a ninguém o direito de dizer que somente se você encontrar o a seqüência de atividades com folga zero você terá o caminho crítico do projeto!

Meu projeto tem o caminho crítico no momento em que eu penso nele pela primeira vez! Pelo estabelecimento da minha data desejada de inicio e minha data desejada de término, eu já tenho o caminho crítico. Eu simplesmente não sei ainda onde ele está.

Infelizmente buscando pela Internet por uma definição de caminho crítico, vou encontrar nove em dez referências começando assim: “Caminho Crítico é aquela seqüência de atividades com folga zero ou sem folga.” Isso é tudo? Isto sempre será verdadeiro ?

Estou cansado dos experts em CPM que dizem que se um projeto tem folga no seu caminho crítico, então você esta olhando para a seqüência errada de atividades no projeto. É uma verdade divina que tal caminho pode existir somente se não tivermos folgas?

Primeiro de tudo, deixe-me relembrar uma pequena história, quando James E Kelly outros na DUPONT desenvolveram tal método, o objetivo era “estabelecer a mais longa seqüência de atividades necessárias para estabelecer a menor duração para se concluir o projeto” Não existe conceito de folga neste objetivo e não existem questões em como alcançar tal resultado. Encontrar atividades com folga zero é de fato um subproduto do método. Esta é a forma que alguns encontram parte da resposta para a verdadeira questão.

Certamente o CPM pode funcionar em muitos cenários, especialmente com uma falta de complexidade das condições da vida real além de dependências nas tarefas. Eu estou certo de que o CPM é muito melhor que nada, mas este método também não é nem próximo do melhor.

E por favor, não pense que estou escrevendo tudo isto para dizer que o CCPM, SDPM, RCS ou RCP devem ser melhores. Eu não vou explicar estes conceitos, métodos, acrônimos ou seus resultados. Este texto não é sobre encontrar a solução perfeita para o descobrimento do verdadeiro caminho crítico. É sobre restaurar o significado do caminho crítico: Deve ser qualquer seqüência de tarefas que você deve prestar atenção para preservar os objetivos do planejamento de tempo, custo e escopo (acompanhado dos outros objetivos do projeto).

O método do caminho crítico deve ajuda-lo a localizar as atividades críticas. Raramente ele irá encontrar todas elas, mas ira ajudá-lo a identificar as mais importantes das importantes. Estas atividades críticas não contêm folgas, e eu sei que qualquer atraso ocorrido nestas atividades deve atrasar o projeto. Mas elas devem ser críticas por que consomem uma grande quantidade de dinheiro ou tomam os recursos mais qualificados ou talvez sejam mais arriscadas que outras atividades. Se eu puder utilizar o CPM para matematicamente encontrar muitas atividades que estão no caminho crítico, ótimo; se eu puder utilizar o método RCP para matematicamente encontrar melhores soluções para minhas questões, maravilhoso. Se nada funcionar eu ainda necessito ser capaz de descobrir quais são as atividades críticas e qual será meu caminho crítico.

Sem copyrights! Sem brigas extremistas para defender qualquer método! Vamos comprender que o mundo é redondo e que entende que cada projeto terá um ou mais caminhos críticos que cuidar, com ou sem folgas.

Uma vez que entendamos este conceito, ai podemos provacar os os matemáticos e fornecedores para finalmente encontrar-nos as respostas. Meu caminho crítico tem algumas folgas, e o de vocês ?

Peter Mello

Peter Mello, PMI-SP, PMP, SpS

Autor

Nota do autor:  Se você leu ese artigo até o fim, eu ficaria grato pelo seu feedback (peter.mello@x25.com.br).

– Para ler a reportagem completa em inglês:

Uma resposta para Tradução Artigo: My World is a Square, so is my Critical Path

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: