Reportagem: Gestão de qualidade, Lean construction

OlhoGestão de qualidade, lean construction, NR-18, produtividade, código do consumidor, globalização, bench-marking, ISO 9000. Essa lista de paradigmas de ações e informações persegue os empresários da construção civil nos últimos três anos. Tudo isso surgiu a partir da necessidade de atualizar os métodos de gestão que a época nos impõe. Competitividade, dificuldade de vendas, atualizações tecnológicas, enfim, a modernização do processo de construir, administrar e até de vender. Esse cenário de simultaneidade de ações faz com que os empresários e profissionais ligados à construção civil tenham uma sobrecarga muito grande entre o ato de pensar e o de colocar em prática tudo aquilo que, ávido, o mercado solicita.

Alguns estão preocupados com o controle da margem de lucro, hoje, diminuta. Outros querem, pelo menos, manter as empresas respirando. E todos desejam manter o controle dos métodos construtivos, reduzindo desperdícios com profunda capacidade de visão interior. Dessa forma, querem companhias mais enxutas e produtivas, agregando um enfoque gerencial ao ato de construir.

Gerenciar projetos, da elaboração até a conclusão final, também figura como uma ocupação constante dos empresários. O que se pretende é a participação de todos os projetistas envolvidos para se ter uma visão de conjunto, como se fosse possível unificar todos os projetos num só. Com isso, as interfaces ficam amarradas e os conflitos são resolvidos nessa fase, nunca durante a execução dos serviços no canteiro, o que acarretaria improvisações e adaptações que, nem sempre, dão bom resultados e aumentam os custos.

Planejar uma obra representa um dos grandes desafios do segmento. Muitas empresas não estão dando a atenção devida a essa atividade. Em visita a empresas e construtoras no exterior, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos, vimos algumas fazendo o planejamento com controles diários das atividades e serviços nos canteiros, com uma visão gerencial próxima do exagero. Mas melhor pecar pelo excesso do que pela omissão.

Além das construtoras, prestadores de serviços, fornecedores de materiais, projetistas, imobiliárias, todos estão se atualizando. As empresas imobiliárias começam a treinar os corretores, exigindo preparo e não só postura. Buscam transmitir informações exatas aos clientes na hora de repassar os imóveis da construtora, evitando desentendimentos e aborrecimentos decorrentes de algumas deficiências no processo.

Importante: existe uma boa quantidade de empreiteiros de mão-de-obra, chamados em algumas circunstâncias de “gatos”, se preocupando em aplicar o processo de gestão de qualidade visando, em alguns casos, até a certificação ISO 9002. Outra mudança clara: o engenheiro de hoje tem de ser um gerenciador, não mais um tocador de obras. Questiona-se substituir a figura do mestre-de-obras pela do técnico de edificações. Melhor ainda: as obras estão cada vez mais informatizadas, embora muitas vezes esses software sejam incompletos ou não sejam usados por falta de informação ou por falta de hábito das empresas em utilizarem o conceito de IT (information technology).

Engenheiro2Por tudo isso, arrisco citar o segmento da construção civil como o de maior velocidade em mudanças entre os existentes no mercado, deixando de ser, aos poucos, apontado como um setor associado ao desperdício e ao despreparo dos trabalhadores. Em breve, a construção aparecerá como um segmento dotado de tecnologia de ponta, preocupado em alfabetizar e treinar os trabalhadores. Assim, em curto espaço de tempo, ostentaremos, com orgulho e merecimento, a denominação de Indústria da Construção Civil.

Salvador Benevides é arquiteto e diretor da NBS Tech.

Uma resposta para Reportagem: Gestão de qualidade, Lean construction

  1. Mariana Prado disse:

    Salvador,

    Excelente reportagem, estarei formando ano que vem em Engenharia de Produção em Goiânia, cidade onde este mercado está super aquecido, assim como nas cidades do entorno de Brasilia, e com certeza vejo nele uma excelente área para engenheiros de minha graduação atuarem, pois vemos boa parte de conceitos e técnicas da filosofia enxuta que se encaixa perfeitamente para este segmento que ainda está carente de profissionais qualificados.

    Inclusive estarei fazendo meu trabalho final neste segmento, utilizando os conceitos da filosofia lean, você possui mais materiais sobre para compartilhar? Vi também que aqui tem várias que poderei usufruir a respeito..

    Atenciosamente,

    Mariana Prado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: